Sabia que… Rover, a criadora da bicicleta moderna

Hoje fugimos um pouco ao tema dos automóveis para nos concentrarmos numa época em que o automóvel era ainda uma miragem e focar naquela que terá sido a maior evolução da história da bicicleta: a Rover Safety Bicycle, no primeiro blog da série “Sabia que…” onde abordaremos alguns factos desconhecidos da maioria dos leitores.

 

Numa época em que a bicicleta era vista como um engenho perigoso e apenas utilizada por jovens aventureiros, John Kemp Starley lançou no mercado a primeira bicicleta comercialmente bem sucedida em que o condutor poderia tocar com os pés no chão. Foi apelidada de “Rover Safety Bicycle”.

 

O antes

 

 

Antes do aparecimento da “safety bicycle” as bicicletas eram meios de transporte perigosos, semelhantes a monociclos em que a força era exercida directamente na roda (geralmente a frontal), o que implicava uma grande altura do selim ao chão, impossibilitando o uso dos pés para apoio, além de ser difícil a sua condução, dado que a direcção era comandada pelos pés e não pelas mãos, como nas hoje tradicionais bicicletas. Por esta razão, a bicicleta não era vista como um meio de transporte prático, sendo que os triciclos eram bem mais populares.

 

 

A ideia

 

John Kemp Starley era sobrinho de James Starley, um famoso inventor inglês, pai de invenções como o diferencial ou as rodas de raios de arame e conhecido fabricante de bicicletas de Coventry. John trabalhara com o seu tio no fabrico de bicicletas e em 1877 juntou-se ao seu amigo e entusiasta de bicicletas William Sutton e criaram a Starley & Sutton, uma empresa de velocípedes.

Starley desde cedo trabalhou no aperfeiçoamento da bicicleta, dado que na sua opinião este meio de transporte poderia ter muito mais relevância se devidamente concebido. Em 1884 constrói a primeira “Rover Safety Bicycle” (primeira imagem), uma bicicleta ainda com rodas de tamanhos diferentes mas em que os pedais accionavam a roda traseira por via de uma corrente. A direcção era comandada por via indirecta, mas o condutor já conseguia tocar com os pés no chão se necessário. Apesar de não ter inventado o conceito da Safety Bicycle, John Kemp Starley foi o primeiro a implementar a ideia com sucesso.

 

O aperfeiçoamento

 

Starley sabia que a sua primeira bicicleta tinha falhas. Deste modo, a 28 de Janeiro de 1885, apresenta o seu segundo modelo na Stanley Cycle Show em Londres, a principal exibição de bicicletas do país, realizada anualmente. Desta vez a “Rover Safety Cycle” apresentava rodas quase iguais e um guiador que actuava a direcção directamente. Foi instantaneamente reconhecida como o standard a seguir para todos os fabricantes de bicicletas, o que se viria a verificar instantaneamente

.

O sucesso

 

Inicialmente gozadas pelos utilizadores de bicicletas tradicionais, que lhe chamavam de “máquinas anãs”, “carochas” ou “rastejantes”, as Rover Safety Bicycle cedo mostraram a sua inegável superioridade. A 25 de Setembro de 1885 a Starley & Sutton, numa manobra publicitária, organizou uma corrida de 100 milhas, numa estrada em macadame, a North Road,. entre Norman Cross e Twyford. Ainda equipadas com rodas sólidas, as 14 Rover que participaram na corrida bateram todos os recordes estabelecidos até então, com o primeiro lugar a completar o trajecto em 7 horas e 5 minutos. Se dúvidas existiam em relação à Rover, estas estavam, por esta altura, totalmente desfeitas.

 

Em 1888 a Rover Safety Bicycle é novamente actualizada, sendo que todos os traços da bicicleta moderna já são observáveis nesta versão, como as rodas de igual diâmetro (26 polegadas,  medida ainda bastante comum nos dias de hoje). Esta mesma versão viria a receber em 1890, ano em que a empresa passaria a chamar-se J. K. Starley & Co. Ltd, os pneus desenvolvidos por John Boyd Dunlop em 1887 e testados na competição em 1889. Os pneus garantiam um conforto de utilização muito maior do que as rodas sólidas e vieram fechar com chave de ouro um conceito que estava certo desde o início, como provam os 130 anos passados desde o aparecimento da versão de rodas iguais, em que o conceito da bicicleta pouco ou nada mudou. Por esta altura já quase toda a concorrência tinha copiado o desenho inovador de John Kemp Starley.

Ainda durante a década de 1890 a empresa viria a ser, mais uma vez, renomeada, passando a chamar-se Rover Cycle Company. John Kemp Starley viria a falecer em 1901, pouco antes de a empresa começar a produção de motociclos e automóveis, não sem antes ter produzido, em 1888 o primeiro automóvel eléctrico construído em Inglaterra.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *